Um blog do Travellerspoint

Bélgica

Dia 28 - Bruxelas - Bruges

rain 14 °C

De manhã peguei o metrô e fui para o Parc Heysel / Heizelpark, um pouco afastado do centro. Lá fica um dos cartões-postais de Bruxelas, o Atomo. Este monumento foi construído para a Expo-58 e simboliza um cristal de ferro aumentado 150 bilhões de vezes. Pegando um elevador, os visitantes podem subir até o todo dele, de onde se pode avistar toda a região e o centro da cidade.

DSC01840.jpg

Um anúncio de uma tal "BRAHMA - CERVEJA DO BRASIL". Já ouviu falar ?

DSC01842.jpg

Jardin Botanique / Kruidtuin, no centro da cidade:

DSC01843.jpg

Passei a tarde em Bruges, uma linda cidade a 1 hora de trem de Bruxelas, na região de Flandres. Desembarquei debaixo de garoa. Fazia muito frio (14 graus) e ventava muito, bem diferente do sol e dos 26 graus de Bruxelas. Eu estava sem casaco e passei muito frio.

Dei um tempo num ponto de ônibus para ver se a chuva diminuia, mas não adiantou. O vento frio estava sinistro. O resultado disso é que eu não consegui passar muito tempo lá. Fiquei apenas 2h na cidade. Uma pena, pois Bruges é uma das cidades mais bonitas que já conheci. Tem o título merecido de "Veneza do norte" por ser toda cortada por canais. Assim como sua prima-irmã italiana, Bruges parece ter parado na Idade Média.

DSC01845.jpg
DSC01846.jpg
DSC01847.jpg
DSC01853.jpg
DSC01854.jpg
DSC01856.jpg
DSC01858.jpg

Voltei pra Bruxelas pois não estava aguentando o frio.

De noite, dei uma volta pela Grand Place / Grote Markt. Estava bem movimentada. As ruas de pedestres ao redor dela tem vários bares e restaurantes com mesas na rua, aproveitando o "calor" do verão belga.

DSC01860.jpg
DSC01861.jpg

Comi um sanduíche e voltei pro albergue. No meu quarto estavam um americano e um inglês. Ficamos bebendo umas cervejas no quarto e conversando. O americano eu entendia perfeitamente, mas o inglês tinha um sotaque sinistro e eu tinha que pedir pra ele repetir toda hora.

Fui dormir cedo, pois no dia seguinte tinha que acordar as 7:00 pra pegar o ônibus pra Paris.

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Bélgica Comentários (1)

Dia 27 - Amsterdam - Bruxelas

sunny 23 °C

Madruguei às 8h, tomei café da manhã no albergue e me despedi de Amsterdam. Peguei o metrô perto do albergue e desci na estação Amstel, numa parte periférica da cidade, onde fica a rodoviária. Embarquei no ônibus rumo a Bruxelas.

A viagem durou 4 horas e o ônibus parou em algumas cidades, como Rotterdam e Antuérpia. Existe um trem-bala chamado Thalys que liga Amsterdam a Bruxelas, mas de ônibus é muito mais barato.

Cheguei em Bruxelas às 12H. A rodoviária ficava numa região central da cidade, com prédios altos e modernos.

DSC01798.jpg

O albergue (Sleep Well Hostel) ficava bem próximo da rodoviária, a apenas 3 quadras, numa rua de pedestres. Tive que deixar minha mochila no compartimento de bagagens, pois o checkin era só após 15H. Saí pra dar uma volta pela cidade.

A Bélgica é um país rachado ao meio, em meio a forte rivalidade entre os valões (que falam francês) e flamengos (que falam holandês). A região norte do país (Flandres), a mais rica, é habitada pelos flamengos, e a região sul (Valônia), mais próxima da França, pelos valões. Bruxelas fica no centro do país, exatamente na fronteira linguística, e por isso, é uma cidade bilingüe. Por lei, todos os logradouros da cidade precisam ter dois nomes, um em francês, e outro em holandês. Isso inclui ruas, praças, parques, nomes de construções históricas, nomes de cidades e de estações de metrô.

Apenas a titulo de curiosidade: o bairro carioca do Flamengo é uma homenagem ao navegador flamengo Olivier van Noord, que esteve no Rio no século XVII. E o glorioso Clube de Regatas do Flamengo tem esse nome porque sua antiga sede ficava na Praia do Flamengo.

Alguns exemplos de placas bilingües:

DSC01800.jpg
DSC01802.jpg

Até as propagandas são nas duas línguas:

DSC01799.jpg

Esta é a linda Grand Place / Grote Markt (Grande Praça), com o sensacional Hôtel de Ville / Stadhuis (Prefeitura). É uma das principais atrações turísticas da cidade.

DSC01804.jpg
DSC01805.jpg
DSC01806.jpg

Este é o Manneken Pis, a estátua de um menino urinando. O famoso Manequinho, estátua-símbolo do Botafogo (situada em frente a sede da General Severiano) é uma réplica do Manneken Pis, o que pouca gente sabe.

Essa estátua é famosíssima em Bruxelas, e vive cercada de turistas tirando foto dela.

DSC01808.jpg

A programação das roupas que o Manneken Pis vai vestir.

DSC01809.jpg

Caminhando pelas ruas próximas a Grand Place, vi várias chocolaterias. A Bélgica (assim como a Suíça) é famosa por seus chocolates, mesmo sem ter absolutamente nenhum pé de cacau em seu território. Também é conhecida por suas ótimas cervejas, como a Hoegaarden, Stella Artois, Leffe e Duvel.

Palais Royal / Koninklijk Paleis (Palácio Real):

DSC01811.jpg

Place du Petit Sablon / Sablon Plein:

DSC01816.jpg

Hotel du Sablon:

DSC01817.jpg

Parc Léopold / Leopoldpark:

DSC01821.jpg

Parlamento Europeu:

DSC01826.jpg
DSC01828.jpg
DSC01829.jpg
DSC01830.jpg

Parc du Cinquantenaire / Jubelpark:

DSC01832.jpg

Já eram quase 21h quando voltei pro albergue. Fiz o checkin, tomei um banho, e saí pra comer no McDonald's próximo ao albergue. Fiquei curioso pra saber em qual das duas línguas a atendente ia falar o tradicional "próximoooo !" no caixa. Foi em francês !

Voltei pro albergue e desmaiei na cama.

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Bélgica Comentários (1)

(Textos 1 - 2 de 2) Página [1]