Um blog do Travellerspoint

Dia 31 - Vilnius - Riga

rain 19 °C

Acordei às 11:30 com um pouco de ressaca, e dei um pulo da cama, pois tinha apenas meia hora pra arrumar minha mochila e tomar um banho, antes de fazer o checkout ao meio-dia. Pelo menos o checkout desse albergue era mais tarde, porque normalmente é 10h ou 11h !!

Almocei no mesmo lugar de ontem, no Gusto, especializado em crepes russos. Muito bom !

Passei a tarde em Trakai, uma pequena e bela cidade a 30 min de trem de Vilnius, famosa pelo castelo que é um dos cartões-postais da Lituânia.

DSC06293.jpg

Chegando lá, estava chuviscando, mas depois parou.

Casas de madeira próximas a um lago:

DSC06294.jpg
DSC06295.jpg
DSC06296.jpg
DSC06298.jpg
DSC06302.jpg
DSC06301.jpg
DSC06300.jpg

Restaurante de comida típica:

DSC06297.jpg

Uma menina tocando flauta em troca de moedas:

DSC06303.jpg

O castelo de Trakai fica numa ilha, e a paisagem é fantástica !

DSC06304.jpg
DSC06317.jpg
DSC06305.jpg
DSC06312.jpg
DSC06311.jpg
DSC06310.jpg

Dentro do castelo, uma exposição com objetos e roupas da Idade Média.

DSC06306.jpg

Os tártaros e karaites, minorias étnicas:

DSC06308.jpg
DSC06309.jpg

Voltei pra Vilnius, peguei minha mochila no albergue e fui pra rodoviária (uns 20 min de caminhada), onde peguei meu ônibus pra Riga (Letônia) às 18:30.

DSC06318.jpg

O onibus era muito bom, e tinha até wifi gratuito. Os onibus que eu peguei na Croácia e Bósnia não eram assim Nem tinham banheiro.

A estrada corta planícies com fazendas, florestas e pequenos vilarejos. É duplicada até certo ponto, depois passa a ser pista simples. O tráfego de veículos é bem pequeno. Na fronteira entre Estônia e Letônia, não há controle de passaportes. Os veículos nem param. Só tinha uma placa informando que estava entrando na Letônia, e nada mais. As fronteiras são livres desta maneira em todos os países europeus que fazem parte do Tratado de Schengen.

Cheguei em Riga 4h depois, às 22:30. O albergue (Cinnamon Sally Hostel) fica no 3o andar de um prédio bem perto da rodoviária, no centro da cidade, então não tive que andar.

A galera aqui me pareceu ser bem mais maneira que nos outros albergues. Logo de cara conheci uma galera da Colombia e Grécia.

Já era quase meia-noite quando desci pra comer algo, pois estava morrendo de fome. Achei um McDonald's aberto no próprio prédio do albergue. O menu do Big Mac custou 2,55 lats = R$8.

Domingo a noite, preferi não sair pra acordar mais cedo amanhã. Fui dormir 1h da manhã.

Publicado por alexpt 5:00 Arquivado em Lituânia Comentários (2)

Dia 30 - Vilnius

overcast 23 °C

Levantei bem tarde, às 11h da manhã. Era um sábado de temperatura agradável (23 graus).

Vilnius é a capital da Lituânia, e tem 500 mil habitantes. O país todo tem apenas 3 milhões de habitantes.

Meu quarto:

DSC06182.jpg

Vista da janela:

DSC06183.jpg

O albergue (Hostel Gate):

DSC06184.jpg

A rua do albergue:

DSC06185.jpg
DSC06186.jpg

O albergue era muito bem localizado, na cidade antiga, numa região bem central.

Uma rua próxima ao albergue com um canteiro central, onde bares colocam mesas ao ar livre. Os lituanos valorizam muito o sol e o calor durante o verão, e por isso preferem ficar ao ar livre sempre que possível.

DSC06187.jpg
DSC06188.jpg

Próximo dali, estava tendo uma feira numa praça.

DSC06189.jpg
DSC06194.jpg
DSC06195.jpg
DSC06197.jpg

Comida típica lituana:

DSC06190.jpg
DSC06191.jpg
DSC06192.jpg
DSC06196.jpg

Especiarias:

DSC06193.jpg

Show de música lituana:

DSC06217.jpg

Vídeo com o show:

As ruas em Vilnius são limpíssimas, e tudo é muito bem cuidado.

DSC06198.jpg

O idioma lituano, da mesma forma que o polonês, é sinistro ! Tem vogais com cedilha e outraa coisas estranhas. Felizmente não tive problemas para me comunicar aqui, pois todo mundo fala inglês.

DSC06199.jpg

A Lituânia (e os vizinhos Letônia e Estônia) foi controlada pelos soviéticos do fim da 2a Guerra até 1991, quando conquistou a independência. O russo é falado por muitos aqui.

Almocei no restaurante Gusto, especializado em blinis, que são crepes russos. A conta deu 18 litas = R$12, um preço bem justo !

DSC06203.jpg
DSC06202.jpg

Igreja Ortodoxa Russa:

DSC06204.jpg
DSC06205.jpg

Uma outra igreja, com uma passagem por baixo:

DSC06206.jpg

Museu de cera:

DSC06207.jpg

Um dos antigos portões da cidade:

DSC06208.jpg

Propaganda da cerveja Švyturys, a mais popular entre os lituanos:

DSC06252.jpg
DSC06211.jpg

Vilnius não tem metrô nem bonde, mas tem esses tróleibus (ônibus elétricos):

DSC06212.jpg

Fui na rodoviária comprar a passagem para Riga (capital da Letônia), para onde vou amanhã. Custou 66 litas (R$44).

DSC06213.jpg

Já imaginou um restaurante com esse nome no Brasil ? heheheh

DSC06219.jpg

Uma velhinha pedindo esmola. A probreza na Lituânia é discreta, dentro dos padrões europeus.

DSC06220.jpg

Banteira da Lituânia:

DSC06221.jpg

Ruas da cidade antiga:

DSC06222.jpg
DSC06224.jpg

A Catedral de Vilnius:

DSC06225.jpg
DSC06227.jpg

O rio que corta a cidade:

DSC06228.jpg

No alto de um morro perto da catedral fica o castelo de Gediminas, com uma vista legal da cidade:

DSC06235.jpg
DSC06234.jpg
DSC06233.jpg
DSC06232.jpg
DSC06231.jpg

Dentro dele, uma exposição com objetos medievais, como uma armadura:

DSC06230.jpg

Mais uma placa maluca...o que uma empilhadeira faria no meio de um parque ??

DSC06236.jpg

Užupis é um bairro que se auto-declarou, meio que de brincadeira, como uma república independente. É um bairro de artistas e boêmios. Algo como Santa Teresa de Vilnius.

DSC06237.jpg

A "Republica" tem até uma constituição, com leis malucas, como "todo mundo tem o direito de celebrar ou não o seu aniversário", ehhehe !

DSC06245.jpg

Rua do bairro:

DSC06242.jpg
DSC06243.jpg
DSC06240.jpg

Pinturas de artistas:

DSC06244.jpg

Um restaurante na beira do rio:

DSC06238.jpg

Cadeados numa ponte, com nomes de casais:

DSC06239.jpg

O casamento parece ser um esporte popular entre os lituanos. Andando pelas ruas da cidade, vi umas 5 sessões de fotografias de noivos.

DSC06241.jpg
DSC06247.jpg

Palácio presidencial:

DSC06249.jpg

A Gedimino Prospektas, principal avenida da cidade:

DSC06251.jpg

Eoncontrei uma praça onde estava havendo uma exposição de fotojornalismo chamada "World Press Photo 11", com fotos que foram premiadas recentemente. Muito legal !

DSC06259.jpg
DSC06253.jpg

Algumas fotos eram simplesmente incríveis !! Algumas delas:

Luta livre das "cholas" (mulheres indígenas) na Bolívia:

DSC06255.jpg
DSC06256.jpg
DSC06257.jpg

Um trem superlotado até o teto em Dacca, capital de Bangladesh:

DSC06258.jpg

Jantei num restaurante chamado Žemaičiai, de comida típica lituana recomendada pelo Lonely Planet. Muito bom !!! O restaurante fica num porão, e parece uma cantina da Idade Média, com mesas de madeira e decoração típica:

DSC06267.jpg
DSC06266.jpg
DSC06264.jpg

Cerveja lituana Švyturys:

DSC06262.jpg

O cardápio era um jornal ! Muito criativo !!

DSC06261.jpg

A entrada foi sopa de...CERVEJA ! Isso mesmo ! hehehehe

DSC06263.jpg

O prato principal foi cepelinai (zepelins, em lituano), que são batatas cozidas com recheios diversos. Delicioso !! Escolhi com recheio de carne. Era tanta comida que não aguentei comer tudo.

DSC06265.jpg

A conta deu 35 litas = R$23, muito barato !! Achei os preços da Lituânia semelhantes aos da Polônia, ou seja, uma pechincha !

Quando saí do restaurante, começou a chover muito !! Voltei pro albergue, tomei um banho e fui ver se arrumava alguma companhia pra sair à noite. Já era 11h da noite, e no meu quarto tinha um coroa que não respondeu quando eu disse "hi", um outro gringo com cara de poucos amigos, e dois japas que estavam dormindo. Marquei um tempo na área comum do albergue (onde tinha uma TV e um sofá) pra ver se conhecia alguém, mas não apareceu ninguém. Já era o terceiro albergue seguido onde não tive sorte com a galera do quarto. Eu estava desanimado de ter que sair de novo sozinho. Acho muito chato, e ja estava ficando meio cansado de fazer isso. Olhei pra minha cama, e ela estava beeem quentinha e aconchegante. Lá fora, um frio congelante. Eu já estava meio cansado, e por um momento pensei em abortar a missão, mas eu sei que depois eu iria me arrepender profundamente de perder a chance de conhecer a noite da Lituânia, ainda mais num sábado !! Fui no banheiro, lavei o rosto, peguei na internet o endereço de alguns lugares da moda, e fui !!

Felizmente a chuva tinha parado, mas estava frio. Tive que sair de casaco. As ruas da cidade antiga por volta de meia-noite estavam bombando muito !! Muita gente nos bares e caminhando sem destino certo. Parecia até a Lapa em noite de sábado !!

DSC06280.jpg
DSC06275.jpg
DSC06269.jpg

Numa praça, uma mini-boate muito louca, de música eletrônica !

DSC06274.jpg

Numa outra rua, uma multidão dançando ao ar livre na maior empolgação ao som de música dos anos 50, como Elvis Presley...muito louco !!

DSC06278.jpg

A Catedral iluminada:

DSC06281.jpg

Bateu o maior cansaço, e pensei mais uma vez em abortar a missão e ir dormir cedo, mas ao ver a mulherada em peso entrando na Salento (uma boate perto do albergue), mudei imediatamente de idéia !!

DSC06276.jpg

Percebi que havia encontrado o lugar certo para a noite. A entrada custou 30 litas (R$20). Quando entrei, fiquei totalmente desconcertado com a quantidade de mulher bonita que tinha lá dentro. Coisa de louco !! O DJ era show de bola, e a pista estava bombando muito !! Cerveja 500 ml por apenas 7 litas (R$4,60) ! Essa foi, sem dúvida nenhuma, a melhor noite de toda a viagem ! Um LUXO !!! Eu simplesmente não queria ir embora de lá !!

DSC06282.jpg
DSC06285.jpg
DSC06288.jpg
DSC06289.jpg

Fiquei até 4:30 da manhã, e quando saí, já tinha amanhecido:

DSC06292.jpg

Nessas horas que eu vejo como pagamos caro para sair a noite no Brasil, e pior, nuns lugares bem mais ou menos, que não valeriam nem a metade do que cobram de entrada !! Muitos dizem que entrada cara é necessária para "selecionar" os frequentadores. Na Europa as entradas são baratas, e fatura-se mais com as bebidas. A tal "seleção" é feita de outra forma: o temido "face control", que é aquele segurança com cara de poucos amigos na porta escolhendo quem entra e quem não entra. Eu não tive nenhum problema com face control por aqui, pelo menos por enquanto !

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Lituânia Comentários (2)

Dia 29 - Cracóvia - Vilnius

overcast 28 °C

Último dia na Polônia !

O despertador tocou às 9:30, e acordei com uma ressaca sinistra ! Dormiria até umas 2 da tarde tranquilamente, mas não podia, porque o checkout do albergue era às 10h. Isso é outra coisa ruim que alguns albergues tem, checkout cedo demais, e se você sai no dia anterior, acaba dormindo pouco e acordando estragado !

Dia de muito calor, 28 graus !!

Tomei café da manhã no albergue, estava incluido na diária.

Como meu vôo para Vilnius era só às 21h, eu tinha o dia inteiro para conhecer Cracóvia. Só não daria para conhecer Auchwitz, o famoso campo de concentração nazista da 2a Guerra (a 80km de Cracóvia), porque ia ficar meio apertado pra ir depois pro aeroporto.

A frente do albergue:

DSC06125.jpg

Portão de entrada nas antigas muralhas da Stare Miasto (Cidade Antiga):

DSC06126.jpg
DSC06179.jpg

Rua de parapelepípedos dentro da Cidade Antiga:

DSC06128.jpg

Rynek Glowny (Praça do Mercado), a maior praça medieval da Europa (200m x 200m):

DSC06129.jpg
DSC06130.jpg
DSC06133.jpg
DSC06136.jpg

Um pavilhão no meio da praça. Dentro dele, várias barracas vendendo souvenirs:

DSC06132.jpg

Bonde:

DSC06137.jpg

Um parque:

DSC06138.jpg

O Castelo de Wawel, no alto de um morro:

DSC06141.jpg
DSC06140.jpg
DSC06144.jpg
DSC06145.jpg
DSC06146.jpg
DSC06150.jpg
DSC06151.jpg

Catedral:

DSC06143.jpg

Vista para o rio:

DSC06152.jpg

Uma caverna embaixo do castelo:

DSC06154.jpg
DSC06156.jpg

Esse dragão em frente ao castelo solta até fogo !

DSC06153.jpg

Fui em seguida no Kazimierz, o bairro judeu de Cracóvia. Durante a 2a Guerra, os judeus da cidade foram levados para um campo de concentração nazista e foram exterminados. Hoje há pouco mais de 200 judeus na cidade.

DSC06163.jpg
DSC06167.jpg
DSC06168.jpg

Uma pequena lanchonete vendendo pierogi (prato típico polonês):

DSC06158.jpg

Cemitério judeu:

DSC06159.jpg

Restaurante de comida judaica:

DSC06161.jpg

Há coisas escritas em hebreu por toda a parte nesse bairro:

DSC06162.jpg

A Antiga Sinagoga:

DSC06164.jpg

Estudantes de Belas Artes desenhando paisagens:

DSC06165.jpg

Na Polônia há lojas que vendem só bebidas alcoólicas, mas não são bares:

DSC06169.jpg

Uma outra praça na cidade antiga:

DSC06170.jpg
DSC06171.jpg

A moda em Cracóvia é passear nesses carros elétricos:

DSC06173.jpg

Carruagens:

DSC06175.jpg

Conversando com o chope ?? hehehe

DSC06178.jpg

Almocei uma lasanha num restaurante "chique" na cidade antiga, na Praça do Mercado, e com a bebida, a conta foi de apenas 37 zlots = R$21 !

As polacas são gatas demais !! No restaurante onde eu almocei tinha umas coisinhas lindas demais...Meu Deus !!

Enquanto eu estava almoçando, passaram uns caras tocando sanfona e pedindo dinheiro dos fregueses. Cena bem manjada para nós brasileiros. É só trocar a sanfona pelo pandeiro !!

Outra cena bem manjada foi de uns camelôs que eu vi saindo correndo com as mercadorias pra fugir da fiscalização da polícia.

Vi umas velhinhas andando de mão dada pela cidade ! Acho que é costume mesmo por aqui, não deve ter a ver com lesbianismo !!

O shopping que fica ao lado do albergue:

DSC06180.jpg

Voltei pro albergue pra pegar minha mochila, e fui pegar o trem para o aeroporto. Só havia uma máquina de vender passagens, que estava quebrada. Tive que enfrentar uma fila enorme pra comprar a passagem. Entrei no trem quando faltava menos de 1 minuto pra ele sair ! Essa foi por pouco !!! O trem demorou uns 20 min pra chegar ao aeroporto.

DSC06181.jpg

O terminal doméstico é improvisado, num galpão, algo como os "puxadinhos" que a Infraero está fazendo em alguns aeroportos do Brasil.

Peguei o voo para Varsóvia, que demorou 40 min, depois uma conexão para Vilnius, capital da Lituânia (mais 1:30 de voo). O avião da LOT (empresa polonesa de aviação) era um bimotor turbohelice para uns 60 passageiros. Eu tenho um pouco de medo de andar nesses aviões menores, mas o voo foi bem tranquilo !!

Como a conexão em Varsóvia foi apertada (o avião já estava quase saindo), fiquei com medo da minha mochila não chegar em Vilnius, pois já tive problemas algumas vezes com bagagem que não chega. Felizmente deu tudo certo, a mochila chegou !!

Com mais 1h de fuso, cheguei em Vilnius 1h da manhã. Não tinha mais nenhum tipo de transporte público. Minha única opção era pegar taxi, algo que eu evito ao máximo, porque considero a maneira mais fácil de ser enganado !!

Tentei negociar um valor fechado, mas o taxista disse que só rodava com taximetro ligado. O problema é que ele podia ficar dando voltas e me levar para um "city tour", fazendo um caminho bem maior do que o necessário. Ele me pareceu honesto. O caminho foi de uns 5Km no máximo, mas quando olhei pro taximetro, quase não acreditei: 92 litas (R$61) !!! Que facada ! Me senti roubado !!!

O albergue (Hostel Gate) fica numa rua tranquila da cidade antiga. Estava frio (18 graus).

A recepcionista era bem gente boa, além de ser maior gata !! Me mostrou o albergue e o meu quarto. Aprendi com ela a primeira palavra em lituano: "ačiū" (pronuncia-se "atchiu" e significa "obrigado")

Tomeu uma ducha, e cama !! Apesar de ser 6a feira, já era quase 2h da manhã, e eu estava morto !!

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Polónia Comentários (0)

Dia 28 - Varsóvia - Cracóvia

sunny 28 °C

Acordei às 10h, e fiz o checkout.

Dia de bastante sol e calor. 28 graus.

Foto do quarto, que tinha a temática "jornalismo". As paredes e o teto são repletos de recortes de jornais, e tem até uma máquina de escrever, que hoje só serve mesmo como decoração !!

DSC06037.jpg
DSC06038.jpg

Vista da janela:

DSC06039.jpg

A frente do albergue:

DSC06040.jpg

A praça onde ficava o albergue, de nome impronunciável !!

DSC06041.jpg

Bondes passando no centro da cidade:

DSC06042.jpg
DSC06052.jpg

A língua polonesa é um verdadeiro pesadelo para quem não conhece nenhuma língua eslava !! Tem consoantes com acento, vogais com cedilha, e outras bizarrices !!!

DSC06043.jpg
DSC06054.jpg

Propaganda da cerveja polonesa Zywiec, que eu provei ontem na night !!

DSC06044.jpg

Prédios comerciais modernos no centro da cidade:

DSC06045.jpg

Parquímetro. Aqui é primeiro mundo, tem flanelinha não !!! :)

DSC06046.jpg

Esse shopping center tem um telhado de vidro no formato de ondas ! Muito legal !!

DSC06050.jpg
DSC06047.jpg
DSC06048.jpg
DSC06049.jpg

Comi um sanduíche na Subway que custou, junto com um suco, 18 zlots (R$11). Os preços na Polônia são relativamente mais baixos que no Brasil.

Uma velhinha pedindo esmola em frente a um taxi Mercedes. Aqui também tem pobreza, mas dentro dos padrões europeus.

DSC06051.jpg

Fui na Centralna (Estação Central de Trens) comprar minha passagem de trem pra Cracóvia, meu próximo destino. Custou 119 zlots (R$72) no trem-bala.

Um palácio utilizado pelo governo polonês:

DSC06055.jpg

Bares com mesas na calçada:

DSC06056.jpg
DSC06058.jpg

O Papa João Paulo II nasceu na Polônia. Uma homenagem a ele numa igreja:

DSC06057.jpg

A Plac Zamkowy, que é a praça principal da cidade antiga:

DSC06059.jpg

Eu com a camisa do FK Sarajevo !!!

DSC06086.jpg

O Palácio Real:

DSC06060.jpg

Ruas de paralelepípedo na cidade antiga:

DSC06061.jpg

A Rynek Starego Miasta (Praça do Mercado da Cidade Antiga), cheia de mesas de restaurantes ao ar livre:

DSC06063.jpg
DSC06064.jpg
DSC06065.jpg

Vista para o Rio Vistula:

DSC06066.jpg

As antigas muralhas que cercavam a cidade antiga:

DSC06067.jpg
DSC06069.jpg
DSC06070.jpg
DSC06071.jpg

Portão de entrada nas antigas muralhas:

DSC06083.jpg

A Praça da Cidade Nova, que fica fora das muralhas:

DSC06072.jpg
DSC06073.jpg

Uma rua na Cidade Nova:

DSC06075.jpg

Almocei no Zapiecek, na Ulica Freta, próxima a Praça da Cidade Nova. Essa foi uma dica do cunhado Fabrício (valeu doutor !!).

DSC06082.jpg
DSC06080.jpg

O cardápio:

DSC06079.jpg

Experimente o pierogi, que é um prato composto por uns pequenos pastéis de massa cozidos (ou fritos), como se fossem grandes raviolis. É semelhante ao pelmeni russo.

DSC06081.jpg

Muito gostoso e muito barato !! Custou apenas 24 zlots (R$14) !! E isso foi num lugar bem turístico. Num restaurante fora da área turística deve ser ainda mais barato !

Um curioso vendedor ambulante "street grill" (de sanduíches) :

DSC06088.jpg

Voltei pro albergue pra pegar a minha mochila, e fui pra estação Centralna pegar meu trem pra Cracóvia.

A estação (que é subterrânea) é meio bagunçada e sem infra-estrutura, mas pelo que eu vi, estava sendo reformada.

O trem-bala polonês fez o trajeto de cerca de 300km até Cracóvia em 3h. Teve até serviço de bordo gratuito, como nos aviões. A "ferromoça" não falava inglês. Pelo menos aprendi que água em polonês é "woda" !

DSC06092.jpg

Paisagem rural no caminho:

DSC06089.jpg

Cracóvia é a 3a maior cidade da Polônia, com 800 mil habitantes. Foi capital do país até o século 16. Ao contrário de Varsóvia, que ficou totalmente destruída depois da 2a Guerra Mundial, Cracóvia sofreu poucos danos.

O albergue (Greg & Tom Hostel) ficava num prédio residencial de 5 andares, bem ao lado da estação ferroviária de Cracóvia. A recepção ocupa um apartamento inteiro, e os quartos ficam em apartamentos separados, em outros andares. Fiquei num quarto com 4 camas, num apartamento de 2 quartos, com banheiro, cozinha e varanda. No meu quarto tinha um coroa da Nova Zelândia, uma coroa americana e a filha dela adolescente. Mais uma vez não dei sorte com os companheiros de quarto. Tive que sair sozinho de novo !

Já passava de 22h, e estava morrendo de fome. Desci para procurar algum lugar para comer. Ao lado do albergue havia um shopping enorme, mas as lojas já estavam todas fechadas. Por sorte, encontrei um McDonald's aberto !! Foi a primeira vez nessa viagem que comi no McDonald's. Quando viajo, procuro sempre experimentar a comida local, então evito comer fast food. Mas dessa vez, era o que tinha disponível. Achei muito barato !! O menu do Big Mac saiu por 14 zlots (R$8,40) !!

Voltei para o albergue, onde tomei um banho e parti pra night sozinho. Não podia desperdiçar a oportunidade de fazer uma night em Cracóvia, afinal de contas, não sei quando vou poder ter outra chance der vir pra cá !!

O albergue ficava bem próximo a Stare Miasto (Cidade Antiga), patrimônio mundial da Unesco. A noite estava quente e as ruas de paralelepipedo estavam cheias. Tirei algumas fotos noturnas lá:

A Rynek Glowny (Praça do Mercado), a maior praça medieval da Europa (200m x 200m), com vários bares e restaurantes que estavam cheios:

DSC06093.jpg
DSC06095.jpg
DSC06098.jpg
DSC06099.jpg

O Castelo de Wawel:

DSC06102.jpg

Fui num lugar chamado Lubu-Dubu, fora da Cidade Antiga, mas deu pra ir a pé. Ficava no 2o andar de um prédio velho, de aspecto sinistro.

DSC06124.jpg

O local tinha um bar com uma decoração louca, e uma pista com DJ tocando rock. Local de galera alternativo, como a Casa da Matriz, do Rio. Traduzindo: festa estranha com gente esquisita !! Pelo menos a entrada foi gratuita, e o chope Okocim de 500ml saiu por apenas 7 zlots (R$4,20) !! O local ainda estava meio vazio, começando a encher.

Depois descobri que tinha um outro lugar no andar de cima chamado Kitch, que estava beeeem melhor ! Da mesma forma, entrada gratuita ! Dance music com telão e pista bombando !!

DSC06122.jpg
DSC06117.jpg
DSC06107.jpg
DSC06121.jpg

Fiquei por lá até 3h da manhã.

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Polónia Comentários (2)

Dia 27 - Sarajevo - Varsóvia

overcast 26 °C

Acordei às 9h. Esse albergue tinha café da manhã incluído na diária.

Foto do quarto:

DSC05990.jpg

Vista da janela:

DSC05991.jpg

Fiz o checkout e fui me despedir de Sarajevo, dando a última volta na cidade.

Comprei uma camisa do FK Sarajevo, o principal time da cidade. O vendedor perguntou de onde eu era, e quando eu disse que sou brasileiro, adivinhem....fez a maior festa !!

Uma das muitas mesquitas da cidade:

DSC05995.jpg

A praça principal da Cidade Antiga é conhecida como a "Praça dos Pombos", por motivos óbvios :)

DSC05992.jpg

Consegui encontrar uma definição perfeita para Sarajevo: é uma mistura de Istambul com Blumenau !! A cidade é cercada de montanhas, fica num vale, é cortada por um rio, e nas encostas muitas casas no estilo "chalé", como na bela cidade catarinense. Se assemelha também no tamanho (cerca de 300 mil habitantes).

Para completar a mistura, basta tirar a influência alemã, e colocar a turca: as mulheres andando com véu na cabeça, as mesquitas, os kababs, e os "Café Bars" que não servem bebida alcóolica. A Turquia é uma espécie de "pátria-mãe" da Bósnia, assim como Portugal é do Brasil.

Uma criança cantando na rua, pedindo esmola. Vi várias crianças na faixa dos 5 anos cantando em troca de algumas moedas.

DSC05996.jpg

Uma fonte de água potável:

DSC05997.jpg

Voltei pro albergue, peguei minha mochila e peguei o taxi pro aeroporto. Era o mesmo taxista de ontem.

No caminho pro aeroporto, passamos pela "Sniper Alley" (Alameda dos Atiradores de Elite), onde os civis que se aventuravam a passar por ali durante a guerra eram alvos dos snipers posicionados nas montanhas ao redor da cidade.

DSC06000.jpg

O aeroporto de Sarajevo é bem acanhado. Menor do que o Santos Dumont. Para entrar no saguão, tem que passar pelo raio-x, como nos aeroportos da Rússia.

DSC06003.jpg

O voo decolou às 15h e depois de 1h cheguei em Budapeste:

DSC06009.jpg
DSC06010.jpg

Peguei a conexão para Varsóvia (1h de voo), onde cheguei às 19h:

DSC06015.jpg
DSC06016.jpg

Fiquei impressionado com os aeroportos de Varsóvia e de Budapeste. Coisa de primeiro mundo ! Dão um banho no Galeão, Guarulhos e qualquer outro aeroporto brasileiro.

Varsóvia, a capital polonesa, é uma metrópole de 1,7 milhão de habitantes.

Não há ligação ferroviária entre o aeroporto de Varsóvia e a cidade. Comprei um suco numa loja do aeroporto e perguntei pro caixa como fazia para pagar o ônibus. Ele falou que eu precisava comprar a passagem antes de embarcar, e que ele vendia ali. Comprei a passagem (2,80 zlots = R$1,70) e peguei o ônibus. O que ajudou muito é que as paradas tinham nomes, como se fossem estações de metrô, e dentro do ônibus tinha um mostrador digital com o nome da próxima parada. Na parede, o itinerário, como se fosse uma linha de metrô. Nem precisei perguntar pra ninguém como fazia para descer no centro da cidade. Desci em frente a Centralna, a estação central de trens da cidade.

DSC06024.jpg
DSC06019.jpg

Logo de cara, avistei o imponente Palacio da Cultura e Ciência, de típica arquitetura soviética, costruído nos anos 50 como um "presente" da antiga União Soviética para a Polônia.

DSC06021.jpg

Prédios comerciais modernos no centro:

DSC06020.jpg

Um shopping center com um telhado de vidro no formato de ondas:

DSC06023.jpg
DSC06022.jpg

O albergue (Oki Doki Hostel) fica a algumas quadras da estação central. O centro de Varsóvia é impecável, muito limpo e bem cuidado. Achei parecido com Berlim. A primeira impressão foi ótima !! Primeiro mundo !!

Fui atendido na recepção por uma polaquinha morena de cair o queixo !!!

No meu quarto só tinha um cara dormindo. Depois chegaram uas meninas falando uma lingua estranha, mas não me deram muita idéia.

Já era tipo 10 da noite, e bateu a fome. Saí pra procurar algum lugar pra comer. Achei uma Subway 24h bem perto do albergue, e a atendente falava inglês ! Show de bola !!

Estava uma noite de temperatura bem agradável. Não precisei nem sair de casaco.

Uma coisa curiosa é que vi muitas mulheres andando de mãos dadas pelas ruas. Lésbicas, será ?? Não me pareceram !!

Dei uma volta rápida pela Cidade Antiga, que era perto do albergue. Achei muito bonita ! Achei Varsóvia uma mistura de Praga e Berlim.

A Plac Zamkowy, que é a praça principal da cidade antiga:

DSC06030.jpg

A Cidade Antiga é patrimônio mundial da Unesco. Após ser destruída durante a 2a Guerra Mundial (assim como o restante da cidade), foi totalmente restaurada.

DSC06032.jpg
DSC06036.jpg

Os bares e restaurantes nesta época colocam as mesas nas calçadas para os fregueses disfrutarem do calor, coisa inexistente no restante do ano.

DSC06031.jpg

A Rynek Starego Miasta (Praça do Mercado da Cidade Antiga), cheia de mesas de restaurantes ao ar livre:

DSC06033.jpg
DSC06035.jpg

Quarta-feira numa cidade de quase 2 milhões de habitantes da Europa ! É claro que devia ter algo de bom para fazer a noite ! Era só uma questão de encontrar o lugar certo !! O problema é que sair sozinho à noite eu acho bem chato. Me sinto meio deslocado. Quando viajo sozinho e quero sair a noite, procuro conhecer alguém no albergue pra fazer companhia, mas às vezes isso não é possível !! Não conheci ninguém no albergue, mas eu não poderia perder a chance (que pode ser a minha única !!) de conhecer a noite de Varsóvia ! Saí sozinho mesmo. Descobri que a pouco passos do albergue era o "point" da cidade, a Ulica Mazowiecka !! Encontrei uma boate chamada Enklawa (recomendada pelo Lonely Planet) onde só entrava mulher ! Não pensei nem duas vezes !! hehehe

Entrada por 20 zlots (R$12) e cerveja polonesa Zywiec 500ml por 9 zlots (R$5,40). Uma pechincha !!! Era a noite do flashback, tocando dance music dos anos 80 e 90, sensacional !!! Muita mulher bonita !! Essa foi, de longe, a melhor noite da viagem !! Bombou demais ! Voltei pro albergue às 3h.

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Polónia Comentários (2)

(Textos 61 - 65 de 270) « Página .. 8 9 10 11 12 [13] 14 15 16 17 18 .. »