Um blog do Travellerspoint

Dia 36 - Tallinn - Madri

sunny 35 °C

Acordei às 10h e fiz o checkout no albergue.

Peguei um taxi para o aeroporto, que custou apenas 4,20 euros ! O trajeto foi curto, de uns 15 minutos, mas mesmo assim achei bem barato.

1h de voo até Copenhagen. Devido ao fuso horário de menos uma hora, cheguei em Copenhagen praticamente na mesma hora que tinha saído de Tallinn.

Preços exorbitantes em Copenhagen. Um simples cachorro-quente com um refrigerante saia por 72 coroas dinamarquesas (10 euros) !!! Não comprei nada. Fiquei 3h no aeroporto esperando a conexão para Madri.

Embarcando no vôo da Spanair rumo a Madri.

DSC06566.jpg

Não gostei dessa empresa. Eles cobram refeição a bordo, isso num voo de 3h de duração !! Me recuso a pagar 10 euros por um sanduíche safado e uma bebida.

Cheguei em Madri às 19h. Clima totalmente diferente de Tallinn e Helsinque ! Um calor sinistro de 35 graus, lembrando os dias mais quentes do verão do Rio !!

Madri é uma das minhas cidades favoritas. Incrível como me sinto em casa aqui ! Me identifico totalmente com o estilo de vida dos madrilenhos, que parecem sempre estar dispostos a celebrar a vida. As ruas de Madri são sempre cheias de vida, e a noite não tem hora para começar nem terminar !! Acho que os espanhóis tem um jeito de ser muito parecido com o dos brasileiros: descontraídos, abertos, informais, festeiros. A única diferença que vejo é a lingua mesmo.

Muito bom escutar as pessoas falando e entender (quase) tudo !! Há tempos não tinha essa sensação. :)

Peguei o metrô para o centro e desci bem no coração de Madri, na Gran Via, a principal avenida da cidade. Final de tarde de uma sexta-feira de verão. As ruas estavam bem movimentadas, cheias de gente ! Beeeem diferente das ruas vazias e sem vida de Helsinque.

Me hospedei no Hostal Montecarlo, na Gran Via, bem próximo a Puerta del Sol, o epicentro da cidade. Os "hostales" são um tipo de hospedagem bem típica de Madri. Apesar do nome sugerir, não tem nada a ver com albergue (hostel). Um hostal é uma pousada simples, geralmente ocupando um apartamento grande num edificio comercial. O meu hostal era exatamente assim: ocupava um apartamento no 2o andar de um edificio comercial, e nele tinha pelo menos mais uns outros 5 hostales.

Depois de 5 semanas dividindo quartos e banheiros de albergue com outras pessoas, eu merecia passar o último final de semana da viagem num quarto só pra mim, com ar condicionado gelando. Não saiu um absurdo de caro. Paguei 40 euros pela diária, e um albergue em Madri me custaria cerca de 15 euros num quarto para 6 pessoas.

A maioria dos hostales não tem recepção 24h. No caso do meu, a recepção só funcionava até 23h. Após esse horário, bastava tocar uma campainha do lado de fora do prédio e mostrar para o porteiro o cartão do hostal. Ele então abria o portão e sobia com o hóspede até o hostal, abrindo a porta.

Meu quarto era bem pequeno, mas pelo menos tinha o principal: ar condicionado gelando e um banheiro só pra mim.

Tomei um banho e desci pra procurar algo pra comer. Eu estava faminto !! Achei próximo a Puerta del Sol um restaurante chamado Fresc Co, com um buffet liberado por 10,90 euros, incluindo a bebida (também a vontade). Show de bola, era tudo o que eu precisava !! Comi muuuito !!

DSC06568.jpg

Incrivel a quantidade de gente nas ruas por volta da meia-noite. Muitos ambulantes chineses vendendo cerveja nas ruas.

DSC06580.jpg
DSC06582.jpg

Quando cheguei na Puerta del Sol, tive um choque. Parecia a Plaza de Mayo, de Buenos Aires, no auge da crise argentina em 2002. Tinha um monte de gente acampada protestando contra a crise econômica e o desemprego que atinge o país. Bem diferente do que vi nas outras vezes que visitei a cidade em 2005 e 2006.

DSC06570.jpg
DSC06569.jpg
DSC06571.jpg
DSC06572.jpg
DSC06581.jpg

Me chamou a atenção também a grande quantidade de prostitutas nas ruas próximas.

Muitos camelôs africanos nas calçadas:

DSC06573.jpg

A Plaza Mayor, um dos cartões-postais de Madri:

DSC06574.jpg

Muitos mendigos dormindo nos cantos da praça, alguns revirando latas de lixo. Um cenário bem diferente do que vi há 5 anos, na última vez em que estive na cidade.

DSC06575.jpg
DSC06576.jpg

No verão, os bares e restaurantes colocam mesas nas calçadas e praças, que ficam cheias até tarde:

DSC06578.jpg
DSC06583.jpg

O Palácio Real:

DSC06579.jpg

A night foi na Kapital, uma boate maneiríssima, enorme, de 7 andares !!! Surreal, nunca vi nada igual !!! Só começou a encher lá pelas 2h da manhã.

DSC06628.jpg
DSC06584.jpg
DSC06586.jpg
DSC06588.jpg
DSC06615.jpg
DSC06627.jpg
DSC06600.jpg
DSC06604.jpg
DSC06620.jpg

A entrada custou 18 euros. O que achei esquisito é que não vendia cerveja lá, só destilados ! Nunca vi isso !! Uma cuba libre que tomei saiu por 12 euros, uma facada !!

Na pista principal, de repente, apareceu esse cara fazendo uma percussão maneiríssima da música que estava tocando !

DSC06609.jpg

Um vídeo do percussionista:

Uma coisa boa também é que em Madri é proibido fumar em lugares fechados, como no Rio e SP. Na Rússia, Croácia e outros países por onde passei era insuportável ficar dentro de lugares fechados com um monte de gente jogando fumaça na sua cara.

A night bombou muitoooo !!! Fiquei lá até meu corpo não aguentar mais. A noite de Madri bomba tanto, mas tanto, que parece nunca ter fim ! Não há nada igual a noite madrilenha !! Eu queria "encontrar a parede", ver até onde aquilo continuava bombando, mas simplesmente não consegui !! Surreal...me rendi ! Fui vencido pelo cansaço às 5h da manhã e resolvi ir embora. Comi um pedaço de pizza e voltei pro hostal.

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Espanha Comentários (0)

Dia 35 - Tallinn - Helsinque

overcast 15 °C

Acordei às 10h, e fui com a galera brasileira do meu quarto passar o dia em Helsinque, capital da Finlândia, que fica a apenas 80km de Tallinn (de navio).

A passagem de ida e volta custou 44 euros.

Eu imaginava que o navio (Baltic Princess, da empresa Tallink) fosse uma espécie de barca Rio-Niterói melhorada, mas era um autêntico cruzeiro !!! Além das cabines (para quem quisesse pagar mais), tinha quase tudo que um cruzeiro "normal" tem: bares, restaurantes, cassino, lojas, free shop, boate, recreação infantil, música ao vivo. Só não tinha, por motivos mais do que óbvios, uma piscina ! Com um vento congelante e um frio de 15 graus (no VERÃO !), realmente ninguém seria louco de ficar numa piscina. O navio também faz transporte de automóveis. Filas enormes de carros ficam aguardando no porto para embarcar no navio.

Embarcando no navio:

DSC06503.jpg
DSC06527.jpg

Vista do porto de Tallinn:

DSC06508.jpg
DSC06509.jpg

Elevadores:

DSC06505.jpg

Cabines:

DSC06506.jpg

Bares:

DSC06513.jpg
DSC06514.jpg

Boate:

DSC06515.jpg

Bar com música ao vivo:

DSC06519.jpg

Deck 9:

DSC06518.jpg

No último deck, em vez de piscina, apenas um pequeno bar:

DSC06517.jpg
DSC06524.jpg
DSC06525.jpg

O Brasil invadindo a Finlândia !

DSC06523.jpg

Saku, a cerveja mais famosa da Estônia:

DSC06520.jpg

A imensidão azul do Mar Báltico:

DSC06516.jpg

Almoçamos no próprio navio. A comida não estava incluida, e custou 9 euros.

Chegando na Finlândia:

DSC06526.jpg

A travessia durou 3:30h. Desembarcamos em Helsinque com muito frio e um vento gelado. Nuvens negras anunciavam um chuva iminente. Se o verão é assim, o inverno finlandês não deve ser brincadeira !

Ruas próximas do porto, com edifícios residenciais:

DSC06530.jpg
DSC06531.jpg
DSC06529.jpg

A galera que foi comigo pra Helsinque ficou hospedada por lá, mas eu estava apenas fazendo um "bate e volta", para depois voltar pra Tallinn. Fui com eles no albergue onde eles se hospedaram, e depois saimos para dar uma volta pelo pontos turísticos da cidade. Eu tinha 4h para conhecer o principal de Helsinque, antes de pegar o navio de volta para Tallinn.

O congresso finlandês:

DSC06532.jpg

Um bonde:

DSC06534.jpg

Finlândia em português ?? :)

DSC06535.jpg

Helsique tem muitas ciclovias:

DSC06536.jpg

Os nomes das ruas e as placas estão sempre em dois idiomas: finlandês e sueco. A Finlândia é um país bilingue. Fala-se sueco pois o país fazia parte da Suécia até o séc. 19.

DSC06537.jpg
DSC06538.jpg

Achei os preços em geral em Helsinque bem salgados. A moeda também é o euro. Um simples cachorro-quente (só com pão e salsicha, mais nada) em frente ao porto custava 4 euros (R$10 !!)

Estação central de trens:

DSC06539.jpg

Praça em frente a estação:

DSC06545.jpg

Bonde:

DSC06540.jpg

Frio !!

DSC06542.jpg

Catedral Luterana:

DSC06547.jpg
DSC06551.jpg

Praça do Senado, em frente a catedral:

DSC06550.jpg

Catedral Ortodoxa Russa:

DSC06552.jpg

Um navio-restaurante:

DSC06554.jpg

A "Puerto Madero" de Helsinque:

DSC06555.jpg

Região portuária, muito limpa e bem cuidada.

DSC06557.jpg
DSC06558.jpg

Uma rua de pedestres no centro da cidade:

DSC06560.jpg

Achei Helsinque uma cidade bem cuidada, moderna, limpa, rica, mas meio sem vida, vazia. Tinha pouca gente nas ruas. Vi poucos turistas também. Muita lojas nas ruas fechadas, mesmo sendo cedo (19h). A grande diferença para Tallinn, Riga e Vilnius é que Helsinque não tem um centro histórico. As construções são mais novas.

A Finlândia é considerado um dos países de melhor qualidade de vida do mundo. A qualidade dos serviços públicos, a segurança, a qualidade do ensino, e a renda elevada são incontestáveis, mas acho que a temperatura média e o número de dias de sol deviam também ser levados em conta no cálculo da qualidade de vida. Nesse quisito, a Finlândia levaria a nota mínima, com toda a certeza !!! Eu não aguentei passar nem 4h naquele frio... imagina passar um ano inteiro !!

Me despedi da galera e voltei pro porto, onde embarquei de volta para Tallinn. O navio de volta (Tallink Shuttle) era um pouco menor e mais rápido. A travessia durou 2h.

Vista do porto de Helsinque:

DSC06563.jpg

Bar:

DSC06561.jpg

O último deck. Não aguentei ficar nem 5 minutos lá, de tão frio que estava:

DSC06562.jpg
DSC06564.jpg

Um bar no último deck:

DSC06565.jpg

Jantei no navio (9 euros), que balançou bastante na volta. O mar estava muito agitado, com ondas enormes.

Cheguei no albergue em Tallinn quase meia-noite. Só tomei um banho e fui dormir. Preferi guardar as energias para a última noite da viagem, sexta-feira em Madri !!

Publicado por alexpt 5:00 Arquivado em Finlândia Comentários (1)

Dia 34 - Tallinn

overcast 15 °C

Acordei às 9h. Conheci no quarto dois mineiros, que já estavam indo embora da cidade. Disseram que a noite ontem bombou !!!

Foto do albergue (Tallinn Backpackers Hostel):

DSC06439.jpg

A rua do albergue:

DSC06440.jpg

Tallinn, a capital da Estônia, tem 400 mil habitantes (o país tem 1,3 milhões). É famosa pela sua cidade antiga, patrimônio mundial da Unesco.

A Raekoja plats, praça principal da cidade antiga:

DSC06493.jpg
DSC06494.jpg
DSC06495.jpg

Algumas ruas da cidade antiga:

DSC06441.jpg
DSC06446.jpg
DSC06448.jpg
DSC06449.jpg
DSC06457.jpg
DSC06462.jpg
DSC06463.jpg
DSC06464.jpg
DSC06470.jpg
DSC06477.jpg

Um restaurante de comida típica:

DSC06444.jpg
DSC06445.jpg

Antigas muralhas que cercavam a cidade antiga:

DSC06453.jpg
DSC06454.jpg
DSC06456.jpg
DSC06465.jpg

Antiga sede da KGB:

DSC06458.jpg

Bandeira da Estônia:

DSC06459.jpg

Catedral Ortodoxa Russa:

DSC06466.jpg

Meninas praticando arco-e-flexa:

DSC06467.jpg

Congresso estoniano:

DSC06468.jpg

Vista da cidade:

DSC06471.jpg
DSC06472.jpg

Almocei num restaurante de comida estoniana. Comi esse frango com batatas e molho de laranja:

DSC06476.jpg

Os estonianos inventaram um drink novo: a caipErinha ! :)

DSC06475.jpg

Achei os preços na Estônia mais altos que na Polônia, Lituânia e Letônia, consequência óbvia da implantação do euro. A tendência é que os outros países do Leste Europeu também adotem o euro no médio-longo prazo, e aí vai ser o fim da mamata dos preços camaradas !!

Muitos finlandeses passam o dia em Tallinn apenas para fazer compras, aproveitando os preços mais baixos. Eles compram principalmente bebidas alcoólicas e cigarros. Na região portuária de Tallinn, há vários mercados enormes vendendo isso.

DSC06483.jpg
DSC06479.jpg

Navio no porto de Tallinn:

DSC06480.jpg

Um parque à beira-mar:

DSC06484.jpg

Uma praia em Tallinn. Mesmo sendo começo de verão, estava uma brisa gelada, e um frio de 18 graus.

DSC06488.jpg

Um navio saindo do porto passando em frente a praia:

DSC06489.jpg

Centro de Tallinn:

DSC06490.jpg

Prédios com design moderno na região portuária da cidade:

DSC06491.jpg
DSC06492.jpg

Comi num restaurante grego (carne com queijo feta, bom demais !!) e voltei pro albergue pra tomar um banho. Conheci uma galera gente boa de Porto Alegre no meu quarto. Eles também estão viajando pelo Leste Europeu, e também passaram por Vilnius e Riga.

Durante o verão nunca escurece totalmente em Tallinn, pois a cidade está numa latitude bastante alta (a mesma de Oslo e Estocolmo). Tirei essa foto meia-noite em ponto !!

DSC06499.jpg

Fomos todos pro Club Hollywood, que estava bombando !! Entrada por apenas 3,50 euros, mesmo preço do chope de 500ml. Ficamos por lá até 3 da manhã.

DSC06501.jpg

Publicado por alexpt 15:00 Arquivado em Estónia Comentários (1)

Dia 33 - Riga - Tallinn

overcast 20 °C

Acordei às 11h e tomei meu café da manhã numa lanchonete perto do albergue.

Fui no Mercado Central, que ocupa vários hangares de zepelins desativados, a época da 2a Guerra. É o maior mercado público da Europa, onde vende-se de tudo, de flores a carnes, de vinhos a souvenirs.

DSC06398.jpg
DSC06407.jpg

Comida típica letã:

DSC06399.jpg

Uns queijos diferentes:

DSC06400.jpg

Show de música tradicional letã, em frente ao mercado:

DSC06401.jpg

Sanfoneiro letão:

DSC06408.jpg

Dança tradicional letã:

DSC06410.jpg

Vídeo com a dança letã:

Feira livre do lado de fora do mercado:

DSC06409.jpg

Cena bem familiar: uma van fazendo transporte de passageiros:

DSC06397.jpg

Um parque:

DSC06413.jpg

Propaganda em alfabeto cirílico (russo). Grande parte da população da Letônia fala russo, e em Riga há mais habitantes russos que letãos:

7DSC06414.jpg

Palácio presidencial:

DSC06419.jpg

Outro show de música tradicional letã:

DSC06421.jpg

Comi um kebab num shopping, fui no albergue buscar minha mochila, e peguei o ônibus para Tallinn (capital da Estônia) às 18:30. A viagem durou 4:30h.

Os países do Báltico são totalmente planos. A estrada não passou por nenhuma elevação.

Durante o trajeto, pequenas fazendas e florestas de clima temperado, com árvores enormes:

DSC06437.jpg

Na fronteira com a Estônia, o ônibus parou e entraram dois policiais estonianos. Pediram o passaporte só pra mim e pra dois passageiros com cara de indiano. A policial perguntou pra onde eu ia, e respondi o nome do albergue. Só faltava essa, interrogatório pra entrar na Estônia ! Ela só disse "OK" e devolveu o passaporte. Achei estranho ter controle de passaporte para entrar na Estônia, pois os países do Báltico fazem parte do Tratado de Schengen, e o trânsito de pessoas entre estes países é livre.

Cheguei em Tallinn às 23h. Muito frio (15 graus) e ainda estava claro !!!

DSC06438.jpg

Fui tirar dinheiro num caixa automático, e a primeira surpresa: a Estônia já adotou o euro como moeda ! Não sabia !!

A rodoviária fica afastada do Centro Antigo, onde fica o albergue (Tallinn Backpackers Hostel). Não passava nenhum ônibus. Muito contrariado, tive que pegar um taxi, e já estava preparado para se enganado mais uma vez.

O motorista me pareceu bem honesto, e rodou com o taxímetro ligado. Não me pareceu que ele deu "volta". A corrida deu apenas 6 euros !!

O recepcionista do albergue falava um inglês sinistro de entender. Devia ser escocês ou irlandês. Eu tive que pedir pra ele repetir toda hora o que ele falava, e mesmo assim algumas coisas não consegui entender.

No meu quarto tem um casal (sei lá de onde) que não deu muita conversa, e um outro gringo mal humorado, que nem respondeu quando falei "hi". Essa viagem, no quesito "galera do quarto" está sendo a pior de todas. Nos outros anos sempre conheci gente legal, e dessa vez foram poucos os lugares onde isso aconteceu.

Achei o quarto desse albergue muito ruim, de longe o pior da viagem. Tem 3 beliches, mas é muito pequeno para tanta gente. O quarto do albergue onde fiquei em Riga tinha o dobro do tamanho, e também tinha 3 beliches. Tudo tem seu preço. Estou pagando apenas 14 euros por noite aqui. Pelo menos o banheiro do quarto é bom, parece de hotel 3 estrelas.

Fui dormir 1h da manhã.

Publicado por alexpt 5:00 Arquivado em Letónia Comentários (1)

Dia 32 - Riga

rain 12 °C

Acordei às 11h. Bom demais ficar na cama até tarde numa 2a feira, sem preocupação com nada !! :)

Riga, a capital da Letônia, tem 700 mil habitantes (o pais tem 2,2 milhões). É a maior cidade dos 3 países do báltico (Lituânia, Letônia e Estônia).

O quarto do albergue:

DSC06351.jpg

Vista da janela:

DSC06350.jpg

O prédio onde fica o albergue (no terceiro andar):

DSC06323.jpg

Shopping em frente ao albergue:

DSC06321.jpg
DSC06322.jpg

Desci e tomei o café da manhã no Mc Café, no mesmo prédio do albergue.

Rua do albergue.

DSC06325.jpg

Fui depois na rodoviária comprar minha passagem para Tallinn, capital da Estônia, para onde vou amanhã a noite. Custou 15 lats (R$49).

Um parque que fica entre o centro da cidade e a Vecriga (cidade antiga):

DSC06327.jpg
DSC06328.jpg

Uma rua da cidade antiga:

DSC06330.jpg

Encontrei uma casa de câmbio que aceita trocar REAIS ! Era a unica moeda latino-americana entre as várias que estavam listadas !! Primeira vez que vejo isso na Europa ! Estamos ficando importantes !! :)

DSC06332.jpg
DSC06333.jpg

Uma velhinha pedindo esmola. Fui abordado por várias pessoas durante o dia pedindo dinheiro, bem mais que nos outros países por onde passei.

DSC06329.jpg

Quando eu saí do albergue estava sol, mas começou a chover. Fiquei impressionado como o tempo muda rápido por aqui. A chuva parou e voltou várias vezes. Chegou a fazer sol por alguns instantes, mas voltou a chover de novo. Marquei um tempo num pequeno shopping. A chuva não melhorou, então resolvi entrar no Museu da Ocupação Nazista e Soviética.

DSC06345.jpg

O museu contou a história recente da Lituânia, que é idêntica à dos vizinhos do Báltico (Estônia e Lituânia): foram invadidos pelos alemães nazistas durante a 2a Guerra Mundial, tiveram campos de concentração e extermínio de judeus, e após o término da guerra, passaram a fazer parte da União Soviética. Os países do báltico só conquistaram a independência em 1991. 700 mil russos foram morar na Letônia entre 1945 e 1991. Isso era uma estratégia da URSS para tornar o país cada vez mais russo e menos letão. Hoje 26% da população é de russos, sendo que em Riga tem mais russos que letãos ! Em vários lugares há coisas escritas em alfabeto cirílico (russo), e grande parte da população é trilingue (fala letão, russo e inglês).

Propaganda soviética:

DSC06338.jpg
DSC06339.jpg
DSC06343.jpg

Propaganda nazista anti-semista:

DSC06340.jpg

Propaganda nazista estimulando o trabalho na indústria bélica:

DSC06341.jpg

Almocei num restaurante italiano. Pedi um fetuccini de salmão com caviar, e focaccia de entrada. A conta deu apenas 6 lets (R$20) !! A moeda da Letônia (lat) engana, pois os valores absolutos são pequenos, então dá a impressão de que tudo é barato, mas 1 lat vale R$3,24 !!

DSC06349.jpg

Encontrei brasileiros na rua aqui !! Não encontrava brasileiros desde a Croácia !!

Melngalvju nams, costrução do século 14 que foi destruída durante a 2a Guerra Mundial, e somente restaurada nos anos 90:

DSC06379.jpg
DSC06380.jpg

Uma feira perto da rodoviária. Muitas cerejas e morangos:

DSC06352.jpg
DSC06353.jpg

Repare no tamanho dos tomates !!!

DSC06354.jpg

Os carros parados em local proibido aqui, em vez de serem rebocados, são lacrados:

DSC06355.jpg

Edificio com arquitetura soviética:

DSC06356.jpg

Bonde:

DSC06357.jpg

O idioma letão tem bizarrices como cedilhas no K, L, N e I...é totalmente incompreensível para nós, mas todos aqui falam inglês. Isso faz sentido, pois a grande maioria dos turistas aqui são estrangeiros. Como é um país muito pequeno e pouco populoso, o turismo interno é muito pequeno aqui.

DSC06358.jpg

Catedral Ortodoxa Russa:

DSC06359.jpg

Um parque:

DSC06360.jpg

Bairro com construções em arquitetura Art Noveau:

DSC06361.jpg
DSC06362.jpg
DSC06363.jpg
DSC06364.jpg

Rio Daugava:

DSC06366.jpg

Ponte:

DSC06369.jpg

Prédio comercial:

DSC06368.jpg

Castelo de Riga:

DSC06367.jpg
DSC06372.jpg

Calçadão:

DSC06370.jpg

Bandeira da Letônia:

DSC06371.jpg

Restaurante com mesa na calçada:

DSC06373.jpg

Uma praça na cidade antiga com muitos bares:

DSC06375.jpg
DSC06376.jpg
DSC06377.jpg
DSC06381.jpg
DSC06385.jpg

Torre:

DSC06384.jpg

Mais uma da série "placas bizarras". Essa é "Não tropeça, que a fila anda !" hehehe

DSC06383.jpg

Tomando uma cerveja letã Aldaris num bar. Custou 1,90 lats = R$6.

DSC06386.jpg

Esse bar tinha 23 tipos diferentes de cerveja !! Dava vontade de provar todas !

DSC06388.jpg

Cerveja Piebalga:

DSC06389.jpg

Um show que estava rolando no bar:

DSC06393.jpg

A nossa Caipirinha, conhecida até na Letônia !!

DSC06394.jpg

11h da noite e ainda estava claro !! Começou a esfriar muito. A temperatura despencou para 12 graus, com um frio congelante. Isso no início do verão ! Não quero nem imaginar como é o inverno aqui !!

DSC06395.jpg

Comi um kebab (humm !) e voltei pro albergue. Por ser uma 2a feira, os bares da cidade estavam com movimento fraco. Não valia a pena ficar até mais tarde.

Publicado por alexpt 5:00 Arquivado em Letónia Comentários (2)

(Textos 56 - 60 de 270) « Página .. 7 8 9 10 11 [12] 13 14 15 16 17 .. »